Marcelo Sanctos

Diretor sênior de Desenvolvimento de Clientes

Com sua base em Sydney, Austrália, Marcelo está na Johnson & Johnson Consumer Health há mais de oito anos. Ele começou sua carreira em Contas Globais no Brasil e desde então ocupou várias funções em Desenvolvimento de Clientes em vários mercados.

Leia como Marcelo reflete sobre sua trajetória profissional na J&J Consumer Health e como seu tempo liderando em diversas funções o ensinou a estar aberto a novos desafios.

 

Minha carreira na Consumer Health começou há cerca de oito anos, quando eu estava em meu país de origem, o Brasil, na equipe de Desenvolvimento de Clientes, onde lidava com grandes contas como Walmart e outros varejistas. Depois de apenas oito meses nessa função, tive a oportunidade de assumir mais responsabilidades, fundindo alguns mercados individuais no Brasil e liderando um portfólio maior de varejistas. Enquanto eu estava nessa função, meu gerente identificou uma oportunidade de desenvolvimento e me convidou a participar do Talent Acceleration Program (TAP), que foi um divisor de águas na minha carreira.

O TAP é um programa de desenvolvimento de liderança intersetorial focado em reflexão e crescimento pessoais. Era um programa muito diversificado porque incluía membros intersetoriais e interfuncionais, então pude trabalhar em um projeto enquanto aprendia como outras pessoas operavam. O programa ajuda líderes a desenvolver seus estilos de liderança e aprender a se livrar de seus preconceitos — forçando-os a sair de suas zonas de conforto. Sou extremamente grato pela oportunidade de fazer parte de um programa tão incrível que reforçou como a J&J está comprometida com o desenvolvimento de indivíduos e líderes.

Depois de concluir esse programa, recebi um telefonema do meu gerente perguntando sobre meu interesse em dar um novo passo em minha carreira. Compartilhei meu interesse em ir para o exterior, o que abriu muitas portas para mim. Desde então, ocupei cargos em três mercados diferentes da empresa — Brasil, Argentina e Austrália.

Se você quer ser um bom líder, deve inspirar e liderar sua equipe, não dizer a eles o que fazer. Pode soar como um clichê, mas, se você realmente pensar sobre isso, é algo impactante. Uma vez que você sobe em sua carreira, para alcançar resultados, você precisa fazer isso por meio de outras pessoas, mas elas não alcançarão resultados a menos que estejam inspiradas e compreendam o quadro geral. Dizer às pessoas o que fazer pode funcionar no curto prazo, mas se você busca resultados e sucesso de longo prazo, precisa orientar e preparar as pessoas para assumir e liderar o negócio quando você não estiver mais por perto. Se você deseja progredir na carreira, certifique-se de estar sempre preparando alguém para assumir suas responsabilidades.

Se eu puder dar um conselho a colegas ou jovens profissionais no início da carreira, diria para estarem sempre abertos a desafios. Quanto maior a diversidade de experiências que você adquirir em sua carreira, mais bem preparado você estará para ter sucesso no futuro. Novas oportunidades e desafios podem ser desconfortáveis no início, mas com certeza vão melhorar o seu futuro ao tirar você da sua zona de conforto e acelerar o seu desenvolvimento pessoal, seja em outras áreas ou até mesmo em outro país.